Show simple item record

dc.contributor.advisor Pontin, Bruna
dc.contributor.author Arreal, Juliana Figueiredo
dc.date.accessioned 2016-10-10T13:18:20Z
dc.date.accessioned 2016-11-23T18:54:52Z
dc.date.available 2016-10-10T13:18:20Z
dc.date.available 2016-11-23T18:54:52Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/5795
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/20.500.12032/392789
dc.description.abstract This article reviews the literature regarding night work and appetite-regulating hormones, contemplating the impact that shift work has on this specific population’s health. A systematic literature search was conducted in relevant literature databases was conducted in the range of the last ten years. Several studies have reported association between chronobiological dysregulation of night work and changes in serum levels of leptin and ghrelin, as well as the impact that sleep debt could exert on these individuals’ health, since modifying the usual pattern of sleep clearly exerts activity on the metabolic system and endocrine function, decreasing glucose tolerance and increasing overweight and obesity risk, thus predisposing to cardiovascular disease. However, more studies are needed to estimate the amount of time safe to pursue a profession in the night shift, and also more clinical research that investigate the association between night shift and serum levels of hormones related to appetite regulation to better clarify this issue. en
dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos pt_BR
dc.subject Trabalho noturno pt_BR
dc.subject Night work en
dc.title Trabalho noturno e hormônios reguladores do apetite: revisão pt_BR
dc.type TCC pt_BR
dc.description.resumo O presente artigo se propõe a revisar a literatura no que diz respeito a relação entre trabalho noturno e hormônios reguladores do apetite, contemplando os impactos que o trabalho noturno exerce sobre a saúde da população que exerce esse tipo de jornada de trabalho. Para isso, foi realizada revisão sistemática de literatura no intervalo dos últimos dez anos acerca do tema. Diversos estudos apontaram associação entre a desregulação cronobiológica do trabalho noturno e as alterações nos níveis séricos de leptina e grelina, bem como o impacto que o débito de sono pode vir a exercer sobre a saúde desses indivíduos, já que modificar o padrão habitual de sono exerce forte atividade sobre o sistema metabólico e a função endócrina, com diminuição na tolerância à glicose e aumento no risco de sobrepeso e obesidade, predispondo assim a doenças cardiovasculares. No entanto, mais estudos são necessários para estimar a quantidade de tempo segura para se exercer uma profissão no turno noturno, e também mais pesquisas clínicas que venham investigar a associação entre o turno noturno com os níveis séricos dos hormônios relacionados à regulação do apetite para melhor elucidar tal tema. pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/0875168144248644 pt_BR
dc.audience.educationLevel Especialização pt_BR
dc.curso Nutricão Clínica: Ênfase em Adultos pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
Juliana Figueiredo Arreal_.pdf 93.37Kb application/pdf View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

General Search


Browse

My Account